O Exame Nacional do Ensino Médio (também conhecido como Enem) foi criado em 1998 para ser uma avaliação de desempenho dos estudantes de escolas públicas e particulares do Ensino Médio.

Desde 2009, o Enem agregou outra função ao seu currículo: tornou-se também uma avaliação que seleciona estudantes de todo o país para instituições de ensino superior e para programas do governo federal, como o Prouni e Fies.

De 2009 a 2016, o Enem era aplicado em um único final de semana – ao sábados e domingos. Em 2017, os dias de aplicação do exame mudaram radicalmente. Desde então, a prova não ocorre mais em um único final de semana, mas sim em dois domingos consecutivos.

O Enem costumava ter suas provas divididas da seguinte forma: no sábado, as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas tecnologias, e no domingo, as provas de Matemática e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Além da redação, claro.

A partir de 2017, a ordem das provas também mudou. No primeiro domingo, o candidato tem cinco horas e meia para realizar as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, além da redação dissertativa-argumentativa.

No outro domingo, o candidato terá que resolver as provas de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias no tempo de cinco horas.

Nas edições anteriores do Enem, os cadernos de prova eram diferenciados por cores. Cada cor de caderno possuía uma mesma frase na capa, que tinha que ser transcrita para o cartão de resposta. Agora os cadernos de prova são personalizados e já vem com o nome do candidato e o número de inscrição impresso.

Participe do Enem e ingresse na FRM!