Depoimentos

O descrédito, que na maioria das vezes atinge a classe política, nunca o atingiu. E ninguém mereceu mais em seu município e no Estado de Alagoas as homenagens que este penedense ilustre recebeu, pelo seu trabalho profícuo e permanente, pela enaltecedora, pela disposição solidária com o próximo. Exemplo de administrador, exemplo de homem público, exemplo de político!

João Sampaio, presidente da Fejal-Cesmac e ex-prefeito de Maceió

Raimundo Marinho identifica-se com as gloriosas tradições da cidade de Penedo. Aparentemente frágil, agigantava-se em defesa dos interesses maiores de sua terra e de sua gente. Sua vida se projetou como um exemplo para as novas gerações. Suas virtudes se estampavam até no seu jeito cativante de atender a ricos e pobres, com a mesma humildade, com o mesmo calor humano que o tornaram uma das pessoas mais queridas de Penedo. Foi um verdadeiro asceta a caminho da mística, naquele esforço contínuo de ver melhor hoje do que ontem. Política, para ele, era um verdadeiro sacerdócio. Pensava apenas em servir, nunca em servir-se. Jamais alguém o procurou que não encontrasse um ponto de apoio, uma palavra de conforto, um gesto de solidariedade. Era, essencialmente, um homem bom. Um amigo em que podíamos confiar. Imortalizado na memória de seus conterrâneos, se eterniza também na vida dos filhos, que lhe seguem os passos, na competência e no idealismo.

Divaldo Suruagy, ex-governador e ex-senador

Dr. Raimundo Marinho, na minha opinião, é sinônimo de zelo, dedicação pela vida pública, de esforço e dignidade e de amor à terra natal, para a qual ele contribuiu com a dedicação da própria vida. Faleceu com a esposa, após ter saído do Palácio Floriano Peixoto, onde estava a resolver os problemas de Penedo e, na volta, perdeu a vida, muito jovem ainda. Dr. Raimundo Marinho, se tivesse que defini-lo com palavras, seria: homem-modelo, exemplo, dignidade, trabalho.

Dra. Marlene Lanverly, ex-secretária da Casa Civil do Governo do Estado

Um idealista e um líder zeloso com sua cidade. De porte franzino, voz mansa e pousada, era um homem de coragem indomável quando tomava uma decisão. No mundo volátil da política, era um leal companheiro, em quem podíamos confiar; honrava sempre a palavra dada, não admitia subterfúgios e não compactuava com meias-verdades. Ficou o exemplo. Seus predicados enobrecem a classe política e qualquer homem público.

Guilherme Palmeira, ex-senador, ex-governador do Estado de Alagoas e ex-ministro do Tribunal de Contas da União

De estrutura invulgar, Raimundo Marinho era um vocacionado para servi a sua terra. Digno, com grande capacidade de trabalho, marcou época como o grande líder do Baixo São Francisco.

Carlos Lyra, empresário e ex-senador

Modelo de cidadão, realizador, de amor à família, aos amigos e à terra. Um político íntegro. Na minha convivência com Raimundo Marinho, pude aferir as qualidades incomuns de um homem público que pode servir de exemplo para hoje e para as gerações futuras.

Theobaldo Barbosa, ex-governador

Trabalhador incansável pela cultura, pela educação, pela valorização da história e do patrimônio de sua terra. Um homem público que honrou e engrandeceu Alagoas, pela repercussão da obra realizada em Penedo.

Jayme de Altavila, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas

Ao governador do Estado de Alagoas, neste momento difícil, quero manifestar a minha solidariedade no sofrimento e na tristeza, pela perda irreparável do estimado companheiro e valoroso homem público.

Camilo Calazans, presidente do Banco do Brasil, em 23 de maio de 1985

Vimos, com olhos de encantamento, todos os seculares prédios e igrejas, já recuperados ou em recuperação, os quais foram teatro dos dias maiores da Cidade Imperial. O povo seguiu o exemplo do prefeito e do bispo e procura reformar os velhos sobrados e casarões… Com a prevista prorrogação de mandatos dos senhores edis, lucrará muito, a cidade de Penedo, com a progressista e continuada gestão do Dr. Raimundo Marinho à frente de sua Prefeitura.

Professor Medeiros Neto, Jornal de Alagoas, edição de 06 de março de 1980.

Ao longo de minha vida pública, tive oportunidade de conhecer muitas figuras da minha terra. Destaco o nome de Raimundo Marinho não só como um companheiro querido de lides partidárias, mas como um exemplo de trabalho, lealdade, de persistência na luta pelo progresso de sua terra e, principalmente, por ser um homem de atividades.

Manoel Gomes de Barros, ex-prefeito de União dos Palmares e ex-governador do Estado de Alagoas

Não se compreende a razão por que Penedo ficou situada tão fora das alçadas dos poderes constituídos. O jovem prefeito Raimundo Marinho, seguindo as pegadas de seu antecessor, vem imprimindo uma administração promissora. Porém, nem tudo é de sua órbita. O insulamento humilhante de Penedo desafia argúcia das autoridade competentes.

Wilson Ribeiro, Gazeta de Alagoas, edição de 04 de junho de 1961.

Quem te viu, quem te vê, Rocheira de Penedo! Quem diria que aquele local escuro, abandonado, usado como depósito de lixo, onde até se tinha medo de chegar perto, se transformaria no recanto mais bonito da cidade. Quem visita hoje a Rocheira percebe a grande transformação, o extraordinário trabalho que ali foi feito pelo Dr. Raimundo Marinho, realizando um sonho de muitos penedenses.

Francisco Santos, Tribuna Penedense, edição de 06 de janeiro de 1981.

Altruísmo, amizade, generosidade, abnegação, coragem, humildade, fidelidade e administrador exemplar. No seu coração, existia a fé.

Padre Aldo Brandão

Sua vida foi uma constante preocupação pela causa de sua terra. Admirável o desejo de divulgar a história e a cultura de penedo, de construir escolas e ampliar a educação do seu povo.

Antônio Vieira, Radialista

Plantou sementes que frutificarão para sempre.

Maria Izabel Silva, colunista da Tribuna Penedense.

Raimundo Marinho sinaliza uma era em penedo. Era de paz, de tranqüilidade, de progresso, de proteção ao patrimônio cultural da cidade, de afinidade entre o líder querido e liderados. Embora exercesse um grande fascínio junto às classes menos favorecidas, nunca foi um populista. O eu carisma estava, exatamente, em unir todos os segmentos da cidade: da população ribeirinha, dos pobres, às classes mais abastadas.

Everaldo Gama, Jornalista

Figura admirável em todos os sentidos. Trabalhava por sua cidade com muita energia. Ele ajudava todas as pessoas, notadamente as mais carentes, transformando a sua vida num verdadeiro apostolado.

Dom Constantino Lüers, Bispo Diocesano

Conheci-o bastante e muito me honrava a sua amizade. Se alguém perguntar por que Raimundo Marinho deixou tantos amigos, tantos admiradores, posso responder: ninguém o superou na arte humana de trabalhar pelos outros e de trabalhar para a sua cidade.

José Medeiros, professor universitário, ex-secretário de Educação e ex-secretário de Saúde

Foi um grande amigo que perdi.

Antônio Francisco Ventura, Porteiro

Ele era um líder nato. O povo tinha confiança nele, tanto o da classe rica como o da classe deserdada. Com a sua morte, ficou o grande vácuo de sua liderança, em decorrência, principalmente, de sua aproximação com o povo.

Padre José Antônio Neto, Vigário da Catedral de Nossa Senhora do Rosário.

Figura exponencial na vida política, cultural e social de Penedo. Personalidade forte, arrojado em suas iniciativas, amigo sincero, grandioso espírito de servir a sua terra, que jamais o esquecerá pelos relevantes serviços prestados, principalmente aos menos favorecidos. Raimundo Marinho foi para nós, seus colegas, um profissional exemplar, um grande administrador público, um político imbatível em defesa do progresso de Penedo, projetando-a em todo o Estado de Alagoas e, até, nacionalmente.

José Ernani Accioly Costa, Cirurgião-dentista

Conheci Raimundo Marinho no final da década de 60 e tive o privilégio de tê-lo como compadre, amigo e colega de magistério, quando ele era diretor e professor da Faculdade de Formação de Professores de Penedo, primeira semente da Fundação Raimundo Marinho, complexo educacional e cultura que se constitui um motivo de orgulho para o Estado de Alagoas. Gostaria de destacar-lhe as qualidades humanas de abertura ao diálogo, serenidade, sendo um companheiro leal para todos os que compartilharam, como eu, sua amizade e hospitalidade.

Dr. Dalckson Rosa e Silva, Engenheiro e Professor

Qual a característica marcante que representaria Raimundo Marinho?

Sua competência profissional (odontólogo respeitado), política (vereador, prefeito várias vezes) ou como professor dedicado (avançado nos métodos e conhecimentos transmitidos)?

Das suas múltiplas qualidades, o que marcou profundamente foi a integridade no manuseio do patrimônio público, aliada à sensibilidade moral, zelando pelas prioridades sociais, em busca do bem-estar dos penedenses.

A honestidade elevada à qualidade primordial, dignificando a si, à cidade, e revelando que o caráter de um homem o transporta além de seu tempo e o transforma em exemplo para as gerações futuras.

Raimundo Marinho nos revelou, de modo perene, que a grandeza de um homem é o legado. E o dele enobrece a cidade de Penedo.

Paulo Geraldo Lima Barreto, Médico

Raimundo era uma das pessoas mais íntegras e dignas que conheci. De um caráter e de uma educação memorável, capaz de surpreender com atitudes grandiosas a todos os que o cercavam. Era autêntico, e sua simplicidade impressionava.

Manoel Keller, Odontólogo

Como pessoa humana,era de uma sensibilidade a toda prova, não deixando um caso de pessoas necessitadas sem solução. Como administrador, era admirável sua capacidade de coordenar projetos de engenharia, arquitetura, urbanismo e demais atividades que se relacionavam com serviços que proporcionassem o bem estar da cidade e do povo que amava como se fosse sua própria família. Raimundo Marinho não era apenas um amigo, mas também um irmão muito querido.

Rosalvo Alves da Silva, gerente aposentado da agência do INSS de Penedo – Alagoas